Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Comandante Militar do Sul

 

General de Exército Geraldo Antonio Miotto - Comandante Militar do Sul

 

 Gen Miotto

 

Nascido em 20 de março de 1955, na cidade de São Marcos/RS, é filho de Hisário Miotto e Elsa Crestana Miotto.

Incorporou às fileiras do Exército em 28 de fevereiro de 1972, na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, sediada em Campinas-SP.

Foi declarado Aspirante-a-Oficial da arma de Cavalaria em 14 de dezembro de 1978.

Concluiu o Curso Básico Paraquedista, o Curso de Operações na Selva, categoria “A”, o Curso de Oficial de Comunicações, o Estágio de Operações de Inteligência na Escola Nacional de Informações e o Curso de Inteligência no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Recursos Humanos da Agência Brasileira de Inteligência.

Cursou a Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais da arma de Cavalaria e a Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, ambas no Rio de Janeiro.

Realizou também o Curso de Estado-Maior na Escuela Superior de Guerra, na Argentina, e o Curso de Altos Estudos de Política e Estratégia da Escola Superior de Guerra, na cidade do Rio de Janeiro.

Comandou o 16º Esquadrão de Cavalaria Mecanizado em Passo Fundo e o Centro de Preparação de Oficiais da Reserva de Porto Alegre.

Como Oficial-General, comandou a 8ª Brigada de Infantaria Motorizada, foi Assessor Militar na Escola Superior de Guerra e Chefe do Estado-Maior do Comando Militar do Leste, comandou a 3ª Divisão de Exército e exerceu os cargos de Secretário-Executivo do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República e de Vice-Chefe do Departamento-Geral do Pessoal.

Foi promovido ao posto atual em 31 de março de 2016, assumindo o Comando Militar da Amazônia em 15 de abril, cargo que ocupou até 16 de março 2018.

Dentre as principais condecorações recebidas, destaca-se a Medalha Marechal Hermes de Bronze com uma Coroa, a Medalha de Serviço Amazônico com Passador de Bronze, a medalha “Al Merito a la Confraternidad Militar” do Exército Argentino e a medalha “Estrella de Carabobo” do Exército da Venezuela.

 

 

 

 

Fim do conteúdo da página